Networking: Dar e Receber

Posted by | maio 14, 2015 | Artigos, Coaching Executivo | No Comments

 

Imagem: divulgação

Imagem: divulgação

Networking significa estabelecer uma rede de relacionamentos, rede de contatos que se constrói desde muito cedo. Conhecemos pessoas e nos relacionamos, trocamos ideias, conselhos, informações, conhecimentos, gentilezas, referências, contatos criando assim, oportunidades. Podemos considerar o Networking como um maravilhoso instrumento de integração entre pessoas de várias áreas e que, através desse contato, compartilham seus recursos e suas habilidades a fim de estreitar relações e formalizar parcerias.

Algumas pessoas sofrem certa dificuldade na pratica do Networking uma vez que acreditam ser uma forma forçada e artificial de construir uma afinidade, como que para obter vantagem própria apenas. A timidez também é outro aspecto que muitas pessoas afirmam ser um problema para não criar uma rede de relacionamentos. Se você supõe ser uma dessas pessoas, observe o exemplo de Adam Rifkin, ele foi considerado o melhor networker do Vale do Silício em 2011 pela revista “Fortune” e utiliza a internet como forma de aumentar a sua rede de relacionamentos. Observe abaixo algumas das valiosas dicas dessa referência em Networking: 

  • Utilize a tecnologia e a Web para promover mais ligações e estreitar relacionamentos;
  • Use o networking todos os dias como uma oportunidade de aumentar a qualidade das suas conexões;
  • Tenha tempo, paciência e consistência;
  • Mantenha contato com pelo menos uma pessoa e até três pessoas por dia, mais pessoas significa que você não estará se conectando de forma eficaz;
  • Melhore a qualidade das suas relações;
  • Não leve muito tempo em cada interação;
  • Aprofunde as suas conexões através de interações genuínas, verdadeiras, que compartilham conhecimentos, histórias e emoções;
  • Cuide da sua rede como um jardim, um pouco a cada dia.

Visto isto, sabendo que o networking é dar e receber – uma troca verdadeira com benefícios para ambos – continuamente e não somente quando necessita, fica fácil perceber que o networking pode aumentar sua visibilidade, contribuir para a troca de referências comerciais, melhorar a sua reputação e sua influência, compartilhar ideias, informações e contatos. Ou seja, dessa forma, obter resultados concretos no âmbito profissional. Respondo abaixo algumas questões pertinentes ao assunto.

Imagem: divulgação

Imagem: divulgação

Network é bom para carreira?

Rifkin afirma que você se torna mais feliz e saudável aprofundando seus relacionamentos, além de ser muito bom para sua carreira. Como ele utiliza a internet para se relacionar, afirma que a rede é mal projetada, devido às falhas estruturais que possui, mas paradoxalmente pode ser a sua maior força. Ele salienta que assim como na internet, no nível humano os relacionamentos também devem ser projetados para lidar com a confusão, perda e fracasso e é onde nos diferenciamos como seres humanos, visto que possuímos a capacidade de aprender e a crescer com erros e se compartilhamos nossos aprendizados, aí então, essa rede fica ainda mais fortalecida. De forma resumida ele nos ensina que é dando que se recebe e seu sucesso vem da sua vontade de dar sem esperar nada em troca.

Como manter um bom relacionamento? 

  • Seja claro ao se expressar;
  • Esteja realmente interessado em ouvir e trocar experiência e conhecimento com a outra pessoa;
  • Adote uma postura de confiança e estabeleça a confiança na relação;
  • Busque ser uma pessoa interessante, ninguém quer ficar ao lado de pessoas chatas;
  • Identifique um assunto em comum com a outra pessoa;
  • Tenha conhecimento das suas habilidades e competências;
  • Procure aprender sobre diversos assuntos e não se restrinja apenas a área profissional que atua;
  • Não procure seus contatos somente quando precisar de um favor;
  • Não fale mal dos outros;
  • Compartilhe suas ideias e solicite opinião sobre elas.

É importante ter presença no mundo digital corporativo contemporâneo? 

Estar presente no mundo digital é um grande diferencial competitivo nos dias de hoje. Há ferramentas que permitem a busca de profissionais, o reconhecimento das competências desses profissionais pelos seus pares, e o relacionamento com terceiros através do networking.

Em entrevista para a Revista Furtune, o executivo Ali Chambers fala que o contato direto com as pessoas ainda é a melhor maneira de encontrar um novo emprego, porém de acordo com a Jobvite, plataforma líder de recrutamento para a web social, 83% dos empregadores utiliza as mídias sociais como LinkedIn, Facebook e Twitter (nesta mesma ordem de importância) para encontrar novas contratações.

Networking também precisa de um objetivo ou todo contato é válido? 

Vamos pensar da seguinte forma, na sua rede social, você é do tipo de pessoa que aceita todas as solicitações e sai procurando todas as pessoas que não conhece? Como a pergunta anterior, a resposta a essas questões depende do objetivo que cada pessoa tem. O ideal é dar seu cartão de visitas e estreitar uma relação quando existir uma boa razão para isso, como por exemplo, ambos concordarem em aprofundar o relacionamento, em trocar mais informações e perceberem uma afinidade em determinado assunto.

Para quem quer criar ou desenvolver o seu networking, segue a seguir algumas dicas: 

  • Estabeleça metas e defina o que você quer encontrar;
  • Faça uma relação das pessoas que você conhece e mantenha atualizada;
  • Crie e promova seu perfil profissional em redes sociais;
  • Faça seu contato de forma personalizada, demonstre atenção, cuidado e carinho;
  • Pratique seu networking diariamente, de forma natural e verdadeira;
  • Marque presença em eventos referente ao seu ramo de atividade;
  • Construa bons relacionamentos;
  • Marque um encontro com as pessoas que você não vê há bastante tempo;
  • Tenha sempre consigo seus cartões de visita;
  • Seja ético;
  • Esteja sempre aberto a novos contatos.

As pessoas me procuram para que, através do Coaching, possa auxiliá-los no aprimoramento das suas competências e melhora da performance e de seus resultados. Consequentemente, encontrar seu lugar de destaque em um mercado cada vez mais competitivo. O networking acaba surgindo de forma natural, como uma maneira de fortalecer os relacionamentos e uma oportunidade de colocar em prática o que é identificado durante o processo de Coaching. A rede de contatos entra como elemento de apoio, na estratégia para se alcançar o que deseja, seja o relacionamento com uma empresa parceira, com fornecedores, com clientes, lembrando sempre da relação de “ganha-ganha”, o “dar e receber”, assim, o sucesso vem da vontade de dar sem esperar nada em troca.

Faça uma análise de como está seu networking. Perceba se você tem se doado, se tem servido as outras pessoas do seu círculo de relacionamento. Podemos comparar como a lei da semeadura, “você colhe aquilo que planta”, contudo, sem esquecer de cultivar a plantação para que haja frutos permanentes. Assim, com a ajuda do tempo, seu networking vai refletir de forma dinâmica os seus esforços, obtendo resultados positivos não só para você como para a sua rede de contatos também.

Fontes:

http://fortune.com

http://g1.com.br

http://exame.abril.com.br

http://www.administradores.com.br

 

About Grazi Paim

Grazi Paim é administradora, formada pela ESAG na Universidade do Estado de Santa Catarina, Coach de Excelência com especialização nos módulos: Coaching de Excelência, Executivo, Empresarial, Esporte e Competência Emocional pela Academia Emocional e também é integrante do time de coaches da Academia Emocional. Possui especialização em Gestão do Trabalho e Educação na Saúde pela Escola de Saúde Pública de Santa Catarina com experiência de aproximadamente dez anos em RH. Fundadora e Diretora Executiva da Grazi Paim Coaching.

Leave a Reply

Your email address will not be published.